cronologia

 

Usamos nessa cronologia a data de nascimento/falecimento ou o ano em que algum fato foi relevante para a Hipnose.

 

Antigo Egito

Templo do sono

“A imaginação pode fascinar e modificar o corpo de um homem, tornando-o doente ou restaurando-lhe a saúde”.

Pela palavra, pela vontade e pela persuasão muitos padecimentos podem ser curados.

Século X

Avicenna

1493-1541

Utilizava o imã em muitos de seus trabalhos de cura, sendo considerado um dos precursores do Magnetismo Pessoal e do Mesmerismo.

1529

Paracelso

1756-1819

Inaugura em Paris um curso público de “sono lúcido”, demonstrando ser possível fazer adormecer pessoas desde que sua atenção fosse concentrada num olhar ou mesmo num objeto.

abade José Custódio de Faria

Trata de doenças "expulsando os demônios" enquanto os pacientes permaneciam prostrados
1770

Padre Gassner

1734-1815

Trata de pacientes usando magneto e sugestão

1775

Franz Anton Mesmer

Cunha o termo "Sonambulismo" para o seu transe semelhante ao sono
1784

Marquês de Puysegur

1795-1831

Em 1823 publica o
livro, Traité du Somnambulisme. Três anos mais tarde, lança um segundo trabalho, Du Magnétisme Animal en France.

1823

Alexandre Bertrand

1823-1904

Em 1884 funda junto com Hippolyte Bernheim (1840-1919) a Escola de Nancy, que imediatamente faria oposição à Escola de Salpêtrière, chefiada pelo parisiense Jean Martin Charcot (1825-1893), famoso por seus estudos experimentais sobre a histeria.

Auguste Liébault

Realiza em Londres grandes operações usando a Hipnose
1837

John Eliotson

1795-1860

Braid cunhou o termo hipnotismo em sua obra Neurohipnologia, de 1843, e colaborou para o desenvolvimento da técnica hipnótica.

1843

James Braid

1808-1859

Médico escocês realiza cerca de 300 grandes cirurgias (incluindo amputação) usando a hipnoanalgesia.

1846

James Esdaile

Experimenta com a Hipnose e a "associação livre" o tratamento de desordens nervosas.
1880

Josef Breuer

Publica o livro "Terapia Sugestiva", ainda considerado um texto clássico da Hipnose
1886

Hyppolyte Bemheim

Desenvolve sua lei do esforço contrário e escreve livros de auto-sugestão
1910

Emile Coue

1885 - 1900

Ficou impressionado com o potencial terapêutico da hipnose para o tratamento de distúrbios neuróticos.

 

Freud

1930 - 1980

É referencial.

 

Milton Erickson

1930 - 1960

Ensina Hipnose para centenas de médicos em todo os Estados Unidos

 

Dave Elmam

No Brasil.

Decreto nº 51.009, de 22 de Julho de 1961

1961

Proíbe espetáculos ou números isolados de hipnotismo, e letargia, de qualquer tipo ou forma, em clubes, auditórios, palcos ou estúdios de rádio e de televisão, e dá outras providências.

Art. 2º Ficam excluídas da proibição de que trata o presente Decreto as demonstrações de caráter puramente científico, sem fito de lucro, direto ou indireto, executadas por médicos com curso especializado na matéria.

Lei no 5.081, de 24 de agosto de 1966
1966

A Odontologia reconhece a Hipnose

Art. 6º - Compete ao cirurgião-dentista:

VI - empregar a analgesia e hipnose, desde que comprovadamente habilitado, quando constituírem meios eficazes para o tratamento.

DECRETO No 11, DE 18 DE JANEIRO DE 1991.
1991

Art. 4° Declaram-se revogados os Decretos relacionados no Anexo IV.

(Revoga a lei 51.009)

DECRETO No 761, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1993.
1993

Art. 4° Declara-se revogado o Decreto n° 11, de 18 de janeiro de 1991.

Aqui ocorre REPRISTINAÇÃO.

Parecer CFM nº 42/1999

PROCESSO-CONSULTA CFM Nº 2.172/97 PC/CFM/Nº42/1999

1999

A Medicina reconhece a Hipnose.

A hipnose é reconhecida como valiosa prática médica, subsidiária de diagnóstico ou de tratamento, devendo ser exercida por profissionais devidamente qualificados e sob rigorosos critérios éticos. O termo genérico adotado por este Conselho é o de hipniatria.

RESOLUÇÃO CFP N.º 013/00
DE 20 DE DEZEMBRO DE 2000
2000

A Psicologia reconhece a Hipnose.

Aprova e regulamenta o uso da Hipnose como recurso auxiliar de trabalho do Psicólogo.

RESOLUÇÃO Nº. 380/2010

CONSELHO FEDERAL DE FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL
RESOLUÇÃO COFFITO nº. 380, de 3 de novembro de 2010.
(DOU nº. 216, Seção 1, em 11/11/2010, página 120)

2010

A Fisioterapia reconhece a Hipnose.

Artigo 1º- Autorizar a prática pelo Fisioterapeuta dos atos complementares ao seu exercício profissional regulamentado, nos termos desta resolução e da portaria MS número 971/2006:

g) Hipnose.

 

Antonio Carreiro

Tesser

Renato Oliveira

 

Luiz Carlos Crozera

Paulo Paixão

Sofia Bauer

Valdecy Carneiro

 

2011

Gastão Ribeiro

Rogério Castilho

Rui Sampaio

 

 

Luis Carlos Motta Lima
(Em memória)

Fábio Puentes

Waldiney Soares

João Oliveira

No ano de 2011, estão Hipnólogos(a) que ministram cursos. Caso ocorram omissões, entre em contato.

Bibliografia

FARIA, Manual de. Hipnose Médica e odontológica. Livraria Atheneu, Rio de Janeiro, 1958.